sexta-feira, 4 de março de 2011

Pode parecer um exagero, mas...


Você entregaria a chave da sua casa na mão de um assassino, ladrão, destruidor!?

Na igreja nos ensinam que Jesus tomou das mãos do diabo as chaves da morte e do inferno, para mostrar o controle absoluto de Deus sobre todas as coisas e também para que possamos ter a opção de não pertencermos ao maligno. Apesar de nas escrituras não haver nada que literalmente mostre esta ação de Jesus, se o inferno ao diabo pertence, podemos imaginar que isso tenha acontecido já que em Apocalipse 1:18 Jesus fala a João que tem as chaves da morte e do inferno.

Algumas cerimônias culturais festivas são verdadeiras autorizações para entrada do mal e tudo que ele representa e traz com ele. Sabemos que toda palavra proferida, assim como todo ato, ainda que simbólico significa e influencia demasiadamente no mundo espiritual...

Parei para pensar um pouco em tudo isso e em algumas atitudes “carnavalescas” que me levaram a uma breve pesquisa sobre o reinado de Momo pelos dias de uma das festas mais populares e comemoradas em nosso Pais:

O rei do carnaval brasileiro tem sua origem na mitologia grega. Momo, filho do Sol e da Noite, é conhecido como o deus da sátira, do sarcasmo, do culto ao prazer, da pilhéria, das críticas maliciosas, etc. Segundo a história, ele tinha o costume de criticar os feitos de outros deuses. Uma vez, solicitado para opinar sobre obras de Zeus, Atena e Prometeu, fez-lhes severas críticas. Irados, os deuses o expulsaram do “paraíso”, vindo ele a cair na Terra. 

                
Diz a história que ele veio para tirar o sossego dos homens.


Esta historia é bem parecida com uma outra que conhecemos! Lembrando que ambas não são verídicas e sim, contos populares míticos ou no caso do diabo, fruto da interpretação de alguns a textos bíblicos. Estou me referindo a Isaias 14:12...

Ainda assim, não ignoremos os fatos; todo ato simbólico tem grande peso no mundo espiritual.

Continuando...
A cerimônia de coroação de Momo como rei vem do tempo da Roma antiga. Para os romanos, Momo era obeso e isso significava fartura, extravagância e luxuria. Por isso, elegiam o mais belo soldado da tropa romana para ser coroado rei. Como rei Momo, o escolhido podia brincar, comer, beber e fazer o que tivesse vontade durante seu curto reinado. Terminada a festança, ele era levado ao altar do deus Saturno para ser sacrificado. Depois de morto, era velado e enterrado com todas as honrarias de “um chefe de estado”. A cada ano era eleito um novo rei Momo.

No Brasil, como tradição na abertura do carnaval, é feita uma cerimônia para a entrega da chave da cidade a momo, pelas mãos da autoridade máxima local, prefeito, governador.
As pessoas não percebem o que significa no mundo espiritual, o ato, mesmo que simbólico, de entregar a chave de sua cidade nas mãos de um rei que traz a mensagem da libertinagem, do sarcasmo, da luxuria...

Sabemos que o diabo trabalha com legalidades dadas por nós.
Quando entregamos a ele a chave do lugar onde moramos, estamos não só convidando ele para entrar, mas estamos dando a oportunidade de ele fazer o que quiser com nossas vidas.
Seguindo esta linha de raciocínio, podemos acreditar que os acontecimentos libertinosos e exageradamente expositivos do nosso carnaval, atitudes que causam grande arrependimento em algumas pessoas e até mesmo as mortes por excesso de bebidas alcoólicas e uso de drogas, assassinatos e todo tipo de violência contra a vida, são AUTORIZADAS por nós mesmos.

Devemos ser precavidos e ter muito cuidado ao tomarmos atitudes expressivas, mesmo que simbólicas.
Sempre ouvi da minha mãe, “Não diga estas palavras, pois, você não sabe o poder da sua boca”. Hoje eu entendo perfeitamente o significado disto!
Tanto nossas atitudes, gestuais, quanto palavras que proferimos, devem ser pensadas, pois o inimigo está a espreita, a espera do nosso vacilo e de legalidade para agir.

Não me levem a mal, os amigos que curtem o carnaval, da mesma forma que já curti um dia, com toda a intensidade e se deixando levar pela folia de Momo, mas, como está no titulo do Blog, esta é a Minha Opinião!



quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Cristãos de verdade!

Eles não precisaram perder nada para ganhar Jesus, esta é a vida que eles conhecem...
Uma boa lição para os que acham que são crentes!
Indonesia - Papua - Korupun - Kimyal


Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai.
Filipenses 2:10.11

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

“A Vergonha” – crônica de Luiz Fernando Veríssimo sobre o BBB


Faço minha a opinião abaixo:
BIG BROTHER BRASIL
(Luiz Fernando Veríssimo)
 
Que me perdoem os ávidos telespectadores do Big Brother Brasil (BBB), produzido e organizado pela nossa distinta Rede Globo, mas conseguimos chegar ao fundo do poço...A  décima primeira (está indo longe!) edição do BBB é uma síntese do que há de pior na TV brasileira. Chega a ser difícil,... encontrar as palavras adequadas para qualificar tamanho atentado à nossa modesta inteligência.

Dizem que em Roma, um dos maiores impérios que o mundo conheceu, teve seu fim marcado pela depravação dos valores morais do seu povo, principalmente pela banalização do sexo. O BBB é a pura e suprema banalização do sexo. Impossível assistir, ver este programa ao lado dos filhos. Gays, lésbicas, heteros... todos, na mesma casa, a casa dos “heróis”, como são chamados por Pedro Bial. Não tenho nada contra gays, acho que cada um faz da vida o que quer, mas sou contra safadeza ao vivo na TV, seja entre homossexuais ou heterosexuais. O BBB é a realidade em busca do IBOPE...
 
Veja como Pedro Bial tratou os participantes do BBB. Ele prometeu um “zoológico humano divertido” . Não sei se será divertido, mas parece bem variado na sua mistura de clichês e figuras típicas.
 
Pergunto-me, por exemplo, como um jornalista, documentarista e escritor como Pedro Bial que, faça-se justiça, cobriu a Queda do Muro de Berlim, se submete a ser apresentador de um programa desse nível. Em um e-mail que  recebi há pouco tempo, Bial escreve maravilhosamente bem sobre a perda do humorista Bussunda referindo-se à pena de se morrer tão cedo.

Eu gostaria de perguntar, se ele não pensa que esse programa é a morte da cultura, de valores e princípios, da moral, da ética e da dignidade.

Outro dia, durante o intervalo de uma programação da Globo, um outro repórter acéfalo do BBB disse que, para ganhar o prêmio de um milhão e meio de reais, um Big Brother tem um caminho árduo pela frente, chamando-os de heróis. Caminho árduo? Heróis?

São esses nossos exemplos de heróis?

Caminho árduo para mim é aquele percorrido por milhões de brasileiros: profissionais da saúde, professores da rede pública (aliás, todos os professores), carteiros, lixeiros e tantos outros trabalhadores incansáveis que, diariamente, passam horas exercendo suas funções com dedicação, competência e amor, quase sempre mal remunerados..

Heróis, são milhares de brasileiros que sequer têm um prato de comida por dia e um colchão decente para dormir e conseguem sobreviver a isso, todo santo dia.

Heróis, são crianças e adultos que lutam contra doenças complicadíssimas porque não tiveram chance de ter uma vida mais saudável e digna.

Heróis, são aqueles que, apesar de ganharem um salário mínimo, pagam suas contas, restando apenas dezesseis reais para alimentação, como mostrado em outra reportagem apresentada, meses atrás pela própria Rede Globo.

O Big Brother Brasil não é um programa cultural, nem educativo, não acrescenta informações e conhecimentos intelectuais aos telespectadores, nem aos participantes, e não há qualquer outro estímulo como, por exemplo, o incentivo ao esporte, à música, à criatividade ou ao ensino de conceitos como valor, ética, trabalho e moral.

E ai vem algum psicólogo de vanguarda e me diz que o BBB ajuda a "entender o comportamento humano". Ah, tenha dó!!!

Veja o que está por de tra$$$$$$$$$$$$$$$$ do BBB: José Neumani da Rádio Jovem Pan, fez um cálculo de que se vinte e nove milhões de pessoas ligarem a cada paredão, com o custo da ligação a trinta centavos, a Rede Globo e a Telefônica arrecadam oito milhões e setecentos mil reais. Eu vou repetir: oito milhões e setecentos mil reais a cada paredão.

Já imaginaram quanto poderia ser feito com essa quantia se fosse dedicada a programas de inclusão social: moradia, alimentação, ensino e saúde de muitos brasileiros?

(Poderiam ser feitas mais de 520 casas populares; ou comprar mais de 5.000 computadores!)

Essas palavras não são de revolta ou protesto, mas de vergonha e indignação, por ver tamanha aberração ter milhões de telespectadores.

Em vez de assistir ao BBB, que tal ler um livro, um poema de Mário Quintana ou de Neruda ou qualquer outra coisa..., ler a Bíblia, orar, meditar, passear com os filhos, ir ao cinema..., estudar... , ouvir boa música..., cuidar das flores e jardins... , telefonar para um amigo... , visitar os avós... , pescar..., brincar com as crianças... , namorar... ou simplesmente dormir.


Assistir ao BBB é ajudar a Globo a ganhar rios de dinheiro e destruir o que ainda resta dos valores sobre os quais foi construída nossa sociedade.
Um abismo chama outro abismo.

sábado, 15 de janeiro de 2011

O arrependimento é necessário?


A pior angustia é aquela que sentimos antes do arrependimento! Se você nunca sentiu, sinto muito, mas, você nunca se arrependeu!

“Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus.”
Mateus 3:2

João Batista pregava no deserto da Judéia o arrependimento sincero para o alcance da salvação.
Arrepender-se consiste em não tornar a cometer o mesmo erro. Talvez este seja o melhor termômetro para saber se você realmente se arrependeu.
As vezes a gente chora, se coloca de joelhos, quebranta o coração; mas, será que nos arrependemos com sinceridade?
Por diversas vezes eu me arrependi dessa forma; mas ficava dentro do meu peito um sentimento de angustia, algo me dizia que eu poderia voltar a pecar.
É claro que este sentimento não é um privilégio meu e nem acontece sempre, mas existem dois extremos na vida de todo cristão e o arrependimento é inevitável.
Parte do tempo, queremos fazer a coisa certa. Outras vezes parecemos não nos importar com o que pode nos conduzir ao pecado. Em alguns momentos nós lutamos contra nossas inclinações a praticas pecaminosas naturais da nossa carne, em outros, nos entregamos completamente a elas...



Para nós cristãos, estarmos convencidos de que erramos, pecamos, é fácil; e ai clamamos a Deus que nos liberte. Mas na maioria das vezes, nos achamos incapazes de vencer mais uma batalha, aumentando ainda mais nosso senso de impotência.




Realmente não é tarefa fácil para um cristão, viver em um mundo cheio de imoralidades onde somos obrigados a lutar contra uma natureza caída que aponta o tempo todo para o que é ruim, para o que é mal visto aos olhos de Deus.
A boa notícia é que vivemos debaixo da graça de um Deus misericordioso, que está sempre disposto a nos perdoar. Suas misericórdias não tem fim!
Lamentações:3:22

Mas nem por isso, devemos ser hipócritas, passar a semana inteira cheios de pecados, mentindo, criando contendas em casa e no trabalho, praticando adultério ou outras imoralidades sexuais, e depois sentarmos de forma arrogante na igreja aos domingos, imaginando estar enganando a alguém. Deus sabe quando você se arrepende de verdade. Porque a verdade pode não sair pela boca, mas em nossas mentes ela prevalece.


Deus sabe quando você se arrepende de verdade porque quando a luz se apaga e você pensa que esta sozinho, Ele esta lá; sondando o seu coração...

Deus nos da a oportunidade de nos arrependermos todos os dias, mas não podemos nos acostumar a se arrepender, porque perdemos a noção da verdade.




Como um bom fã de Davi que sou, não poderia deixar de comentar que ele era um homem segundo o coração de Deus. Porque se arrependia dos seus pecados e não os tornava a cometer.

Sabemos que todo pecado tem perdão, mas, isso nãos nos livra das conseqüências.
A hipocrisia, a traição, mesmo que em pensamento; a mentira... Para todo pecado a uma consequência, que pode ser provocada até mesmo por você.

Jesus estava se referindo principalmente aos hipócritas quando disse: “Vocês pertencem ao pai de vocês, o diabo, e querem realizar o desejo dele.” 
João 8:44

Temos que tomar muito cuidado, até ao proferirmos a mentira que consideramos mais leve, aquela “meia verdade” como aquelas que são usadas para fechar aquele negócio... “Não vai fazer mal a ninguém não é mesmo!?” Vai sim... A você principalmente, uma meia verdade é uma mentira inteira, não negocie a sua salvação por tão pouco! O Diabo é o pai da mentira... João 8:44

O que realmente Deus espera de nós cristãos, principalmente quando vivemos no ambiente mundano em que somos na maioria das vezes submetidos? Será que Ele fecha os olhos para as pequenas práticas pecaminosas do nosso dia a dia?
Será que ele se adaptou? NÃO MESMO!
Deus é o mesmo de ontem, hoje e eternamente! 
Hebreus 13:8
Mas certamente Ele entende que a cada dia se torna mais difícil viver neste mundo sem tropeçar.
Ainda assim, nós cristãos não podemos escapar do que as Escrituras Sagradas falam tão claramente. Pedro falou: “Como filhos obedientes, não se deixem amoldar pelos maus desejos de outrora, quando viviam na ignorância. Mas, assim como é Santo aquele que os chamou, sejam santos vocês também em tudo o que fizerem, pois está escrito: Sejam santos, porque eu sou Santo.”
I Pedro 1:14-16

Sabemos que a palavra de Deus é a única incapaz de qualquer equivoco e seus preceitos continuam imutáveis em meio a todas as mudanças que o mundo teve. Por tanto, creiam nesta palavra:
“O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo. Arrependei-vos, e crede no evangelho.”
Marcos 1:15

A angustia do arrependimento é inevitável, e é melhor nos angustiarmos por alguns momentos, que por uma eternidade!